Rua 248, 322 - Sala 6 -  PISO G4

Meia Praia 

 Itapema - Santa Catarina

Tel: (47) 3393-6848

3514-7675 

WhatsApp: (47) 99970-5225 

January 5, 2018

November 24, 2017

Please reload

Posts Recentes

Quantos exames de ultrassom posso ou devo fazer em minha gestação?

May 4, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Cuidados com a beleza: resultados com segurança.

 

          O período de menor incidência do sol, entre outono e inverno, é o ideal para os tratamentos estéticos. Assim, podemos lançar mão de ácidos, lasers e técnicas ablativas que exigem maior cuidado com a exposição solar. Entretanto, outra precaução deve estar sempre na mente de quem pretende melhorar a aparência, mas que também se importa com a própria saúde: procurar um profissional habilitado.

        Técnicas destru- tivas com uso de laser, radiofrequência, microagulhamento, ácidos etc podem provocar infecções, manchas, cicatrizes e outras complicações. Os preenche- dores, mesmo quando de ácido hialurônico de alta qualidade, podem ter reações indesejadas, desde mais simples como inchaço ou aplicação exagerada, até infecções crônicas, granulomas e necrose de pele (às vezes com formação de cicatrizes de difícil tratamento). A toxina botulínica também pode desencadear ou exacerbar assimetrias faciais, causar problemas de visão, mastigação etc. Além disso tudo, antes de qualquer procedimento estético é mandatário o exame da região a ser tratada e uma anamnese/questionário para detectar doenças pré-existentes, muitas vezes nem conhecidas pelos pacientes.

 

Essa avaliação inicial é, segundo a maioria dos especialistas, a etapa mais importante de todos os tratamentos estéticos e só um médico especialista (dermatologista ou cirurgião plástico) é capaz de realizá-la adequadamente e com segurança. Há crescentes relatos de complicações de procedimentos estéticos da área médica realizados por profissionais não habilitados (biomédicos, enfermeiros, dentistas e outros).

          Como médicos, é nosso dever alertar a população e pacientes sobre os riscos desses procedimentos, principalmente quando não realizados por médicos.

          Infelizmente, porém, muitas vezes já recebemos o paciente com sequelas. Ajudamos e tentamos ao máximo tratar as complicações, porém nem sempre o resultado ruim consegue ser totalmente revertido.

          Portanto, lembrem-se: prevenir é melhor, mais fácil e mais barato que remediar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga